Logo
Especiais

Vereadora Lucilene de Sigefredo Pacheco desenvolve projetos que incentivam e valorizam as mulheres do município.

Segundo a vereadora, o objetivo do curso é fazer com que ao final da capacitação o participante confeccione objetos artesanais aproveitando a fibra da bananeira e que possa ser fonte de renda com as vendas dos materiais produzidos.

17/07/2019 21h22
Por: Ronaldo Mota

A vereadora Lusilene do PT, autora do “Projeto Bela Arte” e da lei que criou o conselho municipal dos direitos das mulheres, conseguiu por meio do (SENAR) Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), ofertar as mulheres de Sigefredo Pacheco o curso de aproveitamento da fibra bananeira para fabricação de artesanato. 

Segundo a vereadora, o objetivo do curso é fazer com que ao final da capacitação o participante confeccione objetos artesanais aproveitando a fibra da bananeira e que possa ser fonte de renda com as vendas dos materiais produzidos.

As participantes aprenderam a confeccionar bolsas, cestas e sandálias. Todo o preparo da fibra da bananeira foi feito de modo artesanal,  desde o corte até a separação das fibras, passando pela desencapagem do tronco, corte e lavagem.

Além desse projeto “Bela Arte Sigefredo” a vereadora buscou outro projeto para valorizar as mulheres do município.

Educadora Física do NASF, a vereadora sentiu a necessidade de um projeto voltado para o futebol feminino e criou o projeto “Belas FC”, onde dar oportunidade para as mulheres que gostam de jogar futebol.

Neste sábado (20) acontecerá o Torneio de Futebol Feminino de Areia, ás 16h, e às 18h o Arraiá Bela Arte Sigefredo, na praça do município, com apresentações quadrilhas, exposição de artesanatos e gastronomia e danças culturais.

 Reportagem: Corona Rodrigues

Edição: Ronaldo Mota

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários