Logo
Coronavírus

Coronavírus: Governador decreta estado de emergência no Piauí

Sobe para 28 o número de casos suspeitos de coronavírus no Piauí Dos 28 casos suspeitos, nove já foram descartados pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi).

16/03/2020 15h57
Por: Ronaldo Mota
Fonte: G1
537

O governador Wellington Dias expediu decreto neste domingo (15) estabelecendo medidas de emergência em saúde pública em função da pandemia de coronavírus. O decreto leva em consideração o risco de transmissão simultânea no mundo, além da necessidade de combate da Covid-19 a nível estadual. Dentre as medidas estabelecidas pelo Governo está a previsão de isolamento; quarentena; determinação de realização compulsória de exames médicos, testes laboratoriais e coleta de amostras clínicas.

Determinação de realização compulsória de vacinação e outras medidas profiláticas ou tratamentos específicos; o estudo ou investigação epidemiológica; requisição de bens e serviços de pessoas naturais e jurídicas, hipótese em que será garantido o pagamento posterior de indenização justa. Fica estabelecido em caráter involuntário, o isolamento de pessoas doentes ou contaminadas, ou de bagagens, meios de transporte, mercadorias ou encomendas postais afetadas, de maneira a evitar a contaminação ou a propagação do novo coronavírus.

Prevê também quarentena, com restrição de atividades ou separação de pessoas ou objetos suspeitos de contaminação. Servidores públicos ou militares, vinculados ao Poder Executivo, que regressarem de regiões em que o surto do COVID 19 tenha sido reconhecido, como também aqueles que tiverem contato habitual com viajantes dessas regiões e apresentarem febre ou sintomas respiratórios dentro de até 14 dias do retorno, deverão procurar um serviço de saúde.

Não será exigido o comparecimento físico para perícia médica daqueles que forem diagnosticados como caso suspeito ou confirmado e receberem atestado médico externo. Mesmo sem sintomas, o servidor poderá ter concedida licença de ofício por 14 dias, afim de permanecer em resguardo domiciliar para observação de sinais e sintomas compatíveis com a doença Covid 19.

O decreto suspende, pelo prazo de quinze dias, as atividades coletivas ou eventos realizados pelos órgãos ou entidades da administração pública estadual direta e indireta, em locais fechados com aglomeração acima de cem pessoas, ou em locais públicos com aglomeração acima de quinhentas pessoas.

Fica instituído a partir de agora, o Comitê de Gestão de Crise para fins de gestão e acompanhamento da situação de emergência no âmbito estadual, composto por representantes de 12 órgãos, entre eles as secretarias de Saúde (que o coordenará); Governo; Planejamento; Fazenda e Segurança. O Comitê deverá adotar as medidas necessárias para monitorar e se contrapor à disseminação da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. O decreto passa a valer de imediato para todos os 224 municípios do Estado do Piauí.

Durante entrevista coletiva no Palácio de Karnak nesta segunda-feira (16) o secretário de Estado de Saúde, Florentino Neto, declarou que o Piauí possui 28 casos suspeitos de infectados com o novo coronavírus (Covid-19). O secretário de Governo, Osmar Júnior; secretário de Educação Ellen Gera e o presidente da Associação Piauiense dos Municípios (APPM) Jonas Moura e Florentino estiveram reunidos no Karnak.

“Estamos anunciando uma integração com os municípios no sentido que a parceria que está sendo realizada possa ser mantida nos municípios, vamos ter prevenção por meio dos postos de saúde, da atenção primária, vamos ter ainda um reforço, estamos fazendo uma capacitação desses profissionais e nós nós vamos avaliar a situação dos equipamentos de proteção individual permanentes nos municípios para que possamos auxiliar”, afirmou.

 

UFPI e UESPI suspende aulas até abril devido a pandemia de coronavírus

O reitor da Universidade Federal do Piauí (UFPI), José Arimatéia Dantas, por meio de videoconferência, decidiu suspender as aulas na instituição a partir desta terça-feira (17). A suspensão vai até o dia 15 de abril. A decisão se deu após uma reunião realizada pela reitoria com a equipe de Administração Superior, Diretores de Unidades de Ensino e infectologistas no Salão Nobre da Reitoria. Na reunião também foi criado um Comitê Gestor de Crise (CGC). O reitor destacou que a medida de suspender as atividades acadêmicas é uma ação preventiva. Após o período de interrupção, será feita uma reavaliação do cenário e avaliar a possibilidade de retomada das aulas.

“Depois de ouvirmos os especialistas e os vídeos, a posição unânime foi a favor da suspensão das aulas a partir de amanhã e a princípio até o dia 15 de abril. Antes do dia 15 faremos uma nova reunião para avaliarmos uma nova decisão, se continua ou se retornamos à normalidade”, afirmou Arimatéia.

Servidores Sobre os servidores, o reitor destacou que será o comitê gestor que vai avaliar se as atividades serão realmente suspensas. Até o fim do dia a universidade vai lançar uma nota. “A decisão neste momento foi com relação à suspensão das aulas.

Nós nomeamos um comitê gestor que vai estar reunido e vai tratar das questões específicas, de quais serão as ações que deverão ser implementadas para que possamos atender de fato essa necessidade de evitarmos no máximo possível a propagação desse vírus”, continuou.

O reitor decidiu ficar em quarentena por conta própria após retornar de uma viagem a São Paulo. José Arimatéia explicou que acompanhou a defesa de doutorado de sua filha e teve contato com uma pessoa que está com sintomas da doença.

“Lá eu tive contato com uma pessoa que estava no mesmo apartamento que eu estava e começou a sentir sintomas na sexta-feira à noite. Febre, mal estar e alguns sintomas que podem ser indicativos que tenham contraído o novo coronavírus”, contou.

Apesar dos sintomas, o resultado dos exames dessa pessoa ainda não saiu. Mesmo assim, o reitor decidiu ficar isolado. “A pessoa fez o exame, mas ainda não saiu o resultado. Então por precaução, conversando com médicos da família, resolvi me manter em quarentena até que saia o resultado. Após sair o resultado, se positivo, cumprir a quarentena determinada pelos médicos”, continuou.

“No momento não estou sentindo nada, mas para evitar que eu possa ser um transmissor, caso eu tenha contraído, eu preferi já ficar em quarentena por precaução”, finalizou. Alunos em residência A vice-reitora da instituição, a professora Nadir Nogueira, destacou que há a preocupação quanto aos alunos do internato de medicina e integrantes da residência universitária.

“O comitê vai sentar para trabalhar agora individualmente situações como internato dos estudantes de medicina, a residência universitária de estudantes que não têm como retornar para casa. Então, são situações pontuais. As atividades de ensino em sala de aula elas estão suspensas. A partir daí ficaremos analisando de ponto a ponto essa evolução. É uma atitude preventiva, não foi confirmado que não temos nenhum caso de coronavírus no Piauí”, disse.

 

Sejus limita visita a presos no Piauí devido ao coronavírus

O secretário estadual de Justiça, Carlos Edilson, publicou portaria, no dia 13 de março, onde estabelece medidas de prevenção em relação ao coronavírus, o covid-19, nas visitas aos presos. Devido a pandemia, o governador Wellington Dias (PT) já decretou situação de emergência pública no Piauí.

O Estado do Piauí ainda não registrou nenhum caso da doença, mas várias medidas estão sendo tomadas com o objetivo de evitar a disseminação do coronavírus. Em relação as unidades prisionais, o secretário disse que serão realizados procedimentos de triagem dos visitantes e demais pessoas que necessitem adentrar nos estabelecimentos prisionais do Estado.

Quem estiver com sintomas de gripe, não poderá fazer visitas aos presos pelo período de 15 dias. Também está vedada, pelos próximos 15 dias, a visita de idosos e crianças menores de 12 anos, que estão nos grupos de risco para a contaminação do coronavírus.

Segundo o secretário, equipes das unidades prisionais vão ficar responsáveis pela realização da triagem, que irá avaliar as condições de saúde, principalmente em relação aos sintomas de gripe, dos que querem ter acesso aos estabelecimentos prisionais.

 

Padre Nilton suspende Missa da Misericórdia devido ao coronavírus

O padre Nilton Pereira comunicou na manhã desta segunda-feira (16) a suspensão da tradicional missa da misericórdia que é realizada semanalmente, dia de quarta-feira, na Igreja de São Cristóvão, localizada no bairro Morada do Sol, zona leste de Teresina, por conta da pandemia do coronavírus.

Em um vídeo, o padre Nilton Pereira afirmou que “o maior ato de misericórdia é preservar e cuidar da vida” e frisou que, apesar da medida, as missas que ocorrem nas paróquias continuam normalmente.

Em Teresina, ainda não há confirmação de pessoas infectadas com o coronavírus, no entanto, várias instituições estão adotando medidas como forma de prevenir aglomerações de pessoas. O governador Wellington Dias decretou a suspensão das aulas na rede estadual de ensino, o que inclui também a Universidade Estadual do Piauí (UESPI).

O reitor da Universidade Federal do Piauí, Arimateia Lopes, também suspendeu as aulas durante 30 dias. A Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi) não registrou nenhum caso do coronavírus no estado.

 

Escolas Públicas e Privadas estão com as aulas suspensas

A informação foi confirmada pelo coordenador de Comunicação, Alisson Bacelar, que informou que a decisão vai afetar toda a rede estadual de ensino, ou seja, as escolas estaduais e a Universidade Estadual do Piauí (Uespi). O governador ainda recomendou que as escolas da rede privada também suspendam as aulas.

 A suspensão das aulas inicia nesta terça-feira (17), segue por 15 dias e vai agir como uma antecipação das férias escolares de julho. A Universidade Federal do Piauí (UFPI) também determinou a suspensão das aulas a partir desta terça-feira, até o dia 15 de abril.

Situação de emergência O governador Wellington Dias expediu decreto neste domingo (15) estabelecendo medidas de emergência em saúde pública em função da pandemia de coronavírus.

O decreto leva em consideração o risco de transmissão simultânea no mundo, além da necessidade de combate da Covid-19 a nível estadual. Dentre as medidas estabelecidas pelo Governo está a previsão de isolamento; quarentena; determinação de realização compulsória de exames médicos, testes laboratoriais e coleta de amostras clínicas.

Determinação de realização compulsória de vacinação e outras medidas profiláticas ou tratamentos específicos; o estudo ou investigação epidemiológica; requisição de bens e serviços de pessoas naturais e jurídicas, hipótese em que será garantido o pagamento posterior de indenização justa.

Crise mundial

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou que vivemos uma pandemia do novo coronavírus. O Brasil já registra mais de 200 casos da doença, mas em alguns países como a Itália a situação tem sido considerada gravíssima, no domingo (15) a Defesa Civil do país anunciou que em 24h, o país chegou a registrar 368 mortes devido ao coronavírus. No mundo já são mais de 6 mil mortes e 160 mil infectados

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Documento
Banner 1 - Festas
Municípios
2
Últimas notícias
Banner 3 - Castelo Odonto
Mais lidas
Casa da Carne
Banner 5