Domingo, 24 de Maio de 2020 20:38
(86) 99911-8355
Esportes Coronavírus

No Piauí, 13 mortes suspeitas da Covid-19 ainda aguardam confirmação

Em relação ao número de casos de pessoas que estão hospitalizadas, a Sesapi afirma que há 35 pessoas aguardando o resultado e outras 36 já foram descartadas para a doença.

04/04/2020 12h54
277
Por: Ronaldo Mota Fonte: Cidade Verde
No Piauí, 13 mortes suspeitas da Covid-19 ainda aguardam confirmação

O boletim de casos do novo coronavírus divulgado na noite desta sexta-feira(03) pela Secretaria Estadual da Saúde do Piauí (Sesapi) detalhou os casos suspeitos e confirmados da Covid-19 no Piauí. E destacou que ainda há 13 mortes em investigação. 

Foram confirmados 22 casos e o número de pacientes com suspeita de infecção pelo novo coronavírus continua a crescer - agora são 288 contra 268 do boletim divulgado na quinta-feira(02).

Desde o surgimento dos casos no Estado, a Sesapi investigou 30 óbitos de casos suspeitos de Covid-19, destes, quatro foram confirmados, 11 descartados, um foi confirmado para H1N1 e outro para Parainfluenza 2. Ainda há 13 aguardando resultado laboratorial.

Em relação ao número de casos de pessoas que estão hospitalizadas, a Sesapi afirma que há 35 pessoas aguardando o resultado e outras 36 já foram descartadas para a doença.

No detalhamento feito pela secretaria, dos 22 casos confirmados, 63,6% têm menos de 60 anos, ou seja, 14 pessoas e 36,4% são maiores. 68,2% são homens em um total de 15 pacientes e 31,8% mulheres, ou seja, sete. 

Em relação ao número de óbitos: dois na capital e dois no interior, a maior parte 75% eram homens. 

Teresina possui 19 casos confirmados. Os outros são Parnaíba, São José do Divino e Campo Maior. Desta vez, a Sesapi não divulgou o número de municípios com casos suspeitos.

Em relação aos curados, a Sesapi só confirma a do jornalista Marcelo Magno e disse que aguarda a orientação do Ministério da Saúde sobre como fazer esse diagnóstico, especificamente. 

“Como estamos trabalhando para aprimorar os dados do boletim, a ideia é que disponibilizemos essa informação a partir da próxima semana”, afirmou a assessoria de comunicação da instituição.