Domingo, 24 de Maio de 2020 19:09
(86) 99911-8355
Geral RECUPERADO

Castelense faz nova avaliação e está recuperado da doença Covid-19

Ele passou 15 dias em isolamento e tratamento em Castelo do Piauí.

06/05/2020 13h08 Atualizada há 3 semanas
5.201
Por: Ronaldo Mota
Castelense faz nova avaliação e está recuperado da doença Covid-19

O castelense Celso Pereira Rodrigues, 32 anos, casado, pai de três filhos, residente no Bairro Mutirão, foi o segundo paciente diagnosticado com a doença COVID-19, causado pelo coronavírus, em Castelo do Piauí. 

Ele estava no Estado de São Paulo e retornou para Castelo do Piauí onde passou 07 dias na Unidade Escolar Cônego Cardoso, e foi constatado a presença do vírus em seu corpo após a realização de exame. Por não ter nenhuma comorbidade, não teve seu estado de saúde agravado e apresentou apenas sintomas leves, como: febre, dor de cabeça, dor na garganta (sintomas gripais). 

Após positivar para a doença, ele foi transferido da escola para uma residência alugada pela prefeitura, onde foi acompanhado até hoje pelos profissionais de saúde. Ao total, foram 15 dias de isolamento e tratamento. 

Na tarde desta quarta-feira, 06, o paciente recebeu a notícia que está recuperado e foi liberado após realizar nova avaliação médica.

Celso e os profissionais de saúde comemoraram a sua recuperação. 

"Agradeço a todos os médicos, enfermeiros e todos que me ajudaram passar por esse momento difícil e vencer. Agradeço também ao prefeito Magno por ter tido atenção com todos que chegaram de São Paulo e por ter nos dado todo o apoio, pois se eu tivesse ido pra casa teria infectado minha família", disse o paciente.

A secretária de Saúde de Castelo do Piauí, Leila Soares, falou sobre a recuperação do paciente.

"Ele recebeu todo o acompanhamento e está recuperado. Agora voltará para sua residência e poderá ficar com seus familiares. Agradeço a todos os profissionais de saúde e o paciente que foi compreensível durante todo o tratamento", disse a secretária.

A matéria com fotos foi possível ser produzida após autorização do paciente que, segundo ele, servirá para tranquilizar a população e deixar claro que é possível se recuperar da doença após o tratamento.