Segunda, 03 de Agosto de 2020 15:42
(86) 99911-8355
Geral REDUÇÃO

Prefeito Zevaldo reduz salário de professores em 50%; Ver. Wilson Gomes sai em defesa de professores

17 professores sofreram a redução salarial em 50%.

16/07/2020 16h26 Atualizada há 2 semanas
1.796
Por: Ronaldo Mota
Prefeito Zevaldo reduz salário de professores em 50%; Ver. Wilson Gomes sai em defesa de professores

O Prefeito de Juazeiro do Piauí, Zevaldo, reduziu em 50% o salário de 17 (dezessete) professores da rede municipal de ensino. 

Após tomar conhecimento da decisão do gestor municipal, o vereador Wilson Gomes se pronunciou e saiu em defesa dos servidores.

De acordo com o parlamentar, a redução aconteceu de maneira inesperada, sem aviso prévio e, desta forma, pegou os professores de surpresa. “Os professores precisam ser valorizados e não sofrer cortes salariais. Quero me solidarizar com a classe de professores, em especial do EJA que, já ganham pouco, apenas um salário mínimo, e agora vão ganhar menos do que o Auxílio Emergencial do Governo Federal, que é de 600 reais. Solicito que o gestor e a secretária de educação usem o bom senso, vejam este momento difícil, e revoguem esta decisão ou que pelo menos não reduzam pela metade”, disse o legislador.

O parlamentar questionou ainda o gestor o porquê de ele continuar contratando servidores se a prefeitura está com baixa arrecadação e não tem condições de pagar os salários. "O prefeito continua contratando, a prova disso foi ter sido notificado pelo TCE/PI após ultrapassar o limite de gastos com pessoal", finalizou. 

A redução de 50% aconteceu no salário de 06 professores do EJA (Educação de Jovens e Adultos), que passam a ganhar apenas R$ 480,70 mensais e 11 servidores contratados, estes havendo uma variação nos valores e não sendo possível especificar a redução, mas que também foi em 50%.

A Presidente do Sindicato dos Servidores da Educação de Juazeiro do Piauí, Adriana Bacelar, divulgou uma nota sobre a decisão do gestor municipal. Veja um trecho da nota:

Seguindo orientação em nota técnica do MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PIAUÍ, este sindicato tomará todas as medidas cabíveis, inclusive judiciais, pela manutenção dos contratos temporários de professores do município de Juazeiro do Piauí. Pois qualquer medida tomada por gestores municipais no sentido de reduzir jornada de trabalho e de salários, está proibida por decisão do Supremo Tribunal Federal, correndo o risco de ferir a constituição”.

OUTRO LADO

Entramos em contato com a secretária de educação Irisdalva Rocha, que afirmou que a redução teria sido acordada com os servidores e que explicou para cada um deles a decisão tomada e os motivos.

A assessoria de comunicação da prefeitura informou que a redução aconteceu devido a queda na arrecadação dos tributos e, mesmo com o repasse FPM, não foi possível manter a folha de pagamento de forma integral. Informou ainda que, com relação aos contratados a redução será apenas de dois meses e, posteriormente, esse valor será reintegrado. Já com relação aos servidores do EJA, não foi definido ainda a quantidade de meses que permanecerá o corte salarial.

 

Sobre o município