Quarta, 30 de Setembro de 2020 04:09
(86) 99911-8355
Geral RECONDUZIDO

Após pressão popular, professor afastado é readmitido em escola de Juazeiro do Piauí

O professor havia sido dispensado na terça-feira (01/09), pela coordenação da escola e, imediatamente, a notícia revoltou e causou tristeza em todos os pais de alunos e alunos.

03/09/2020 13h28 Atualizada há 4 semanas
1.399
Por: Ronaldo Mota
Após pressão popular, professor afastado é readmitido em escola de Juazeiro do Piauí

Após repercussão negativa da demissão do Professor Eldo Soares, da Escola Municipal Rita de Cássia, localizada na zona rural de Juazeiro do Piauí, onde vários pais de alunos repudiaram a decisão de afastamento do professor da referida unidade de ensino, a Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Educação, voltou atrás de sua decisão e readmitiu o professor.

O professor havia sido dispensado na terça-feira (01/09), pela coordenação da escola e, imediatamente, a notícia revoltou e causou tristeza em todos os pais de alunos e alunos, pois ele era o único professor da escola. 

OUTRO LADO

Na manhã desta quinta-feira (03), a Prefeitura Municipal de Juazeiro do Piauí publicou uma nota oficial afirmando que o professor não havia sido demitido e que a notícia era falsa.

Nós do portal Tribuna em Foco esclarecemos que não trabalhamos com mentira “fakenews”, e segue abaixo a comprovação do afastamento do professor e, posteriormente, do seu retorno.

AFASTAMENTO

Em uma mensagem enviada ao professor Eldo, pelo Secretário de Educação Interino, Adelino, que está substituindo a atual secretária em decorrência da mesma está acometida da covid-19, ele afirma que a coordenação irá suprir o trabalho que o professor vinha fazendo e, no entanto, não precisaria mais do seu serviço. 

Em outra parte da conversa via whatsApp, o então secretário afirma que o professor terá todos os seus direitos garantidos após ser revogada a portaria que o admitiu na escola, por isso não há nenhuma carta de exoneração no sistema, mas, como podemos observa na conversa logo abaixo, o professor foi dispensado restando apenas os procedimentos legais. O professor é efetivo na escola do Buriti do Santo Antônio e contratado para lecionar um turno na escola da localidade Mãe D'água, no qual foi afastado. 

RETORNO

Após a repercussão negativa da saída do professor, o mesmo voltou a receber mensagem do então secretário interino, Adelino, afirmando que havia conversado com a diretora da escola e chegaram ao consenso de que a escola precisaria do trabalho do professor. “Por tanto, o senhor volta o 2º turno normalmente. Procure a Noélia (Diretora) para continuar os trabalhos”, disse. Ao final, Adelino encerra a conversa fazendo um acordo para pagar os 03 meses de salário atrasado do professor, acertado para o dia 10, e pede desculpas pelo transtorno causado ao mesmo.

Isto é, ficando comprovado que ele havia sido afastado e que agora será reintegrado na escola.

A diretora da escola Rita de Cássia, Noélia, enviou mensagem para o professor na manhã desta quinta-feira, 03, afirmado que já estava tudo resolvido com relação ao seu RETORNO à escola, ou seja, mais uma vez fica evidenciado que ele havia sido afastado.

Esclarecemos que não tínhamos a intenção de postar estas conversas pessoais, mas se fez necessário tendo em vista que a gestão municipal voltou atrás da decisão e quis desqualificar a matéria do portal Tribuna em Foco afirmando que a mesma seria falsa. Por tanto, deixamos claro que trabalhamos com a verdade e noticiamos a realidade dos fatos, claro, nesta matéria específica, poderíamos ter esperado os procedimentos legais do afastamento e evitar falácias, mas decidimos torná-la pública de maneira imediata para que os alunos não ficassem sem as atividades, uma vez que este era o único professor da escola.