Terça, 20 de Outubro de 2020 05:04
(86) 99911-8355
Saúde Coronavírus

Piauí volta a ficar em estabilidade no número de morte por Covid-19

Foram registrados. na última segunda-feira (12). 313 novos casos de contaminação e sete óbitos pela doença.

14/10/2020 10h54
397
Por: Ronaldo Mota Fonte: Cidade Verde
Piauí volta a ficar em estabilidade no número de morte por Covid-19

O estado do Piauí voltou ao nível de estabilidade por morte em decorrência do coronavírus, como mostram os números do boletim Epidemiológico do Centro de informações Estratégicas de Vigilância em Saúde do Piauí (CIEVS-PI). Foram registrados. na última segunda-feira (12). 313 novos casos de contaminação e sete óbitos pela doença. 

“No último domingo (11) o Piauí foi classificado com em alta nas mortes pela doença, no entanto ontem voltamos ao patamar de estabilidade, em razão da queda dos números de óbitos passando de 14 para 7”, explica o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto. 

A contabilização dos números de óbitos e casos para classificação de queda, estabilidade e alta é feita pela Sesapi a partir dos dados das Semanas Epidemiológicas, como determinado pelo Ministério da Saúde e por órgãos internacionais de pesquisa em saúde. 

“Na 38ª semana foram registrados 70 óbitos por Covid-19, na 39ª registramos 58, já na 40ª foram 54 e na 41ª morreram 67 pessoas pela doença, como apontam os dados disponíveis no Painel Epidemiológico da Sesapi”, destaca o secretário. 

Florentino Neto lembra ainda que a população deve manter atenção aos protocolos de saúde pública estabelecidos pelas autoridades sanitárias, para que os casos da doença possam diminuir no estado. 

“Estamos tendo uma retomada das atividades bem-sucedida é importante que todos continuem usando máscara, mantendo o distanciamento e obedecendo as etiquetas respiratórias, para que possamos vencer essa guerra contra o coronavírus”, ressaltar o gestor. 

O número de leitos de UTI ocupados também está apresentando uma queda. “Hoje estamos com 51% dos leitos de UTI Covid-19 ocupados, e contamos com um trabalho intensivo e constante no combate à pandemia”, lembra Florentino Neto.

Da Redação