Quarta, 25 de Novembro de 2020 01:37
(86) 99911-8355
Esportes FALSA

FAKE NEWS: Portal de notícias de Teresina publica notícia falsa sobre prisão de radialista em Castelo do PI

No entanto, a ação policial desencadeada na manhã de hoje pela Polícia Civil e Militar, foi para cumprir mandados de busca e apreensão com o objetivo de encontrar armas de fogo.

21/10/2020 21h19 Atualizada há 1 mês
1.705
Por: Ronaldo Mota
FAKE NEWS: Portal de notícias de Teresina publica notícia falsa sobre prisão de radialista em Castelo do PI

Na noite desta quarta-feira (21) o Portal de Notícias de Teresina – PI, Portal GP1, publicou uma notícia afirmando que um radialista da cidade de Castelo do Piauí havia sido preso em flagrante após operação da polícia civil e militar. No entanto, a ação policial desencadeada na manhã de hoje pela Polícia Civil e Militar, foi para cumprir mandados de busca e apreensão com o objetivo de encontrar armas de fogo.

O pedido de busca e apreensão foi expedido após os envolvidos tentarem repelir/impedir uma ameaça de morte de um indivíduo contra a sua companheira em Castelo do Piauí, e o senhor identificado por “Marcelo” teria dito que seria pistoleiro e, pelo fato de naquela época andar com os demais (Elias  e Romário), eles acabaram sendo alvo da busca também.

Acontece que, durante a averiguação dos policiais nas residências dos radialistas Elias Júnior e Romário Mota, não foi encontrada nenhuma arma de fogo e nada de ilícito, ou seja, nada que justificasse a prisão em flagrante dos mesmos, como afirmou o portal GP1 de Teresina.

Romário Mota e Elias Júnior esclarecem que em nenhum momento foram presos ou se quer detidos, muito menos pagaram fiança, e que apenas um veículo foi apreendido em decorrência de um desgaste em um número chassi, mas que os mesmos números existem em outros dois lugares do veículo. Além disso, o carro não possui nenhuma restrição de roubo e tem toda a documentação. Uma perícia será realizada no veículo. 

Sobre documentos (RG, CPF, Cartões de créditos e Título de Eleitor), os mesmos esclarecem que os documentos foram deixados na sede do Portal Tribuna em Foco por populares que, ao encontrarem documentos perdidos nas ruas da cidade, os procuram para que eles divulguem e encontrem os devidos proprietários, em decorrências do portal ter grande nível de audiência na cidade e região. Eles afirmam ainda que o gerente de uma instituição bancária da cidade repassou vários documentos que foram deixados na agência por clientes, para que também pudessem divulgar e ajudar encontrar essas pessoas e fazerem a devolução da documentação.

Já com relação a empresa de segurança, Romário afirmou que os vigilantes noturnos não possuem nenhuma arma de fogo e trabalham na noite portando tão somente um cassetete e um apito.

“Deixamos claro que não temos nenhuma arma de fogo, assim como foi comprovado através da busca feita pelos policiais na minha residência e de meu pai (Elias Júnior), e que estamos à disposição da justiça para quaisquer esclarecimentos. Por fim, quero aqui repudiar a atitude de algumas pessoas que acabam espalhando fake news nas redes sociais, e aproveitam da situação para fazer politicagem e agredir a nossa família. Por outro lado, agradecemos a todos os amigos castelenses que nos apoiam e confiam em nosso trabalho”, disse Romário Mota.