Quinta, 27 de Janeiro de 2022
Geral RACISMO

Paciente se nega a ser vacinado por enfermeiro negro em Teresina

Racismo é crime inafiançável tipificado na Lei Nº 7.716 de janeiro de 1989 e punível com reclusão.

13/08/2021 às 20h43
Por: Ronaldo Mota
Compartilhe:
Paciente se nega a ser vacinado por enfermeiro negro em Teresina

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina informou nesta sexta-feira (13) que um enfermeiro de 27 anos, que não teve o nome revelado, foi vítima de racismo. O caso aconteceu na Universidade Federal do Piauí (UFPI).

Segundo a FMS, o enfermeiro estava na equipe de vacinação contra a covid-19 quando um paciente que agendou para receber a imunização o agrediu verbalmente ao afirmar que não tomaria a vacina aplicada por um negro, o que configura crime de racismo.

O enfermeiro foi orientado pela procuradoria jurídica da FMS a prestar uma notícia-crime na Delegacia de Direitos Humanos. Ele terá todo suporte jurídico por parte da instituição, que dará ciência ao Ministério Público para as providências legais cabíveis na área criminal. O presidente da FMS, Gilberto Albuquerque, ressaltou que a instituição fornecerá todo suporte que o servidor necessitar.

A equipe de profissionais gravou um vídeo em apoio ao colega e rechaçou qualquer tipo de conduta de cunho rascista a qualquer pessoa, como ocorreu com o enfermeiro.

Racismo é crime inafiançável tipificado na Lei Nº 7.716 de janeiro de 1989 e punível com reclusão.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.