Sábado, 04 de Dezembro de 2021
Polícia EXECUÇÃO

Membro da facção Primeiro Comando de Campo Maior (PI) é assassinado na Penitenciária

A vítima foi encontrada com perfurações por todo o corpo.

02/11/2021 às 19h26
Por: Ronaldo Mota Fonte: Campo Maior em Foco
Compartilhe:
Membro da facção Primeiro Comando de Campo Maior (PI) é assassinado na Penitenciária

Um detento identificado como Melky Swell da Rocha Silva foi morto na manhã deste sábado (30), na Penitenciária José de Ribamar Leite, em Teresina. A vítima foi encontrada com perfurações por todo o corpo. De acordo com o Sinpoljupi, Melkey foi morto por membros do Primeiro Comandado da Capital (PCC) durante  briga generalizada no pavilhão E. Os presos que estavam no banho de sol quebraram os cadeados de algumas celas e mataram o detento que estava na cela 06.

A BRIGA

Segundo informações da uma briga entre facções criminosas foi registrada na Penitenciária José Ribamar Leite, mais conhecida como Casa de Custódia, em Teresina, nesse sábado (30). A briga ocorreu durante banho de sol no pavilhão E. Policiais penais afirmam que agiram rápido e conseguiram evitar um massacre de pelo menos 15 detentos.

De acordo com o Sindicato dos Policiais Civis Penitenciários e Servidores da Sejus (Sinpoljuspi), a confusão ocorreu entre as facções  PCC (Primeiro Comando da Capital) e PCM (Primeiro Comando de Campo Maior) por volta das 9h30. Ainda segundo o Sinpoljuspi, os detentos das celas de 11 a 20 estavam no banho de sol armados com barras de ferro retiradas da estrutura física do estabelecimento. Eles quebraram os cadeados de algumas celas entre 1 a 10 e retiram o corpo de um detento de dentro da cela 6 e levaram para o pátio do presídio, onde usaram o sangue do morto e picharam a sigla PCC na parede. 

Os policiais penais que estavam na passarela do presídio avistaram a cena e agiram rapidamente, intervindo na ação. O Sindicato afirmou que havia um número insuficiente de policiais penais para cobrir a parte superior da penitenciária e logo os plantonistas dos demais pavilhões também interviram. A intervenção evitou um banho de sangue e destruição da estrutura física da penitenciária. 

A Secretaria de Justiça (Sejus) informou em nota que uma equipe do Instituto Médico Legal esteve no local e removeu o corpo para a perícia. A Sejus disse que abrirá procedimento administrativo para apurar o fato.

Veja a nota da Sejus

A Gerência da Penitenciária José de Ribamar Leite informa que o preso Melky Swell da Rocha Silva foi encontrado morto, na manhã deste sábado, na unidade penal. A equipe do Instituto Médico Legal esteve no local e removeu o corpo para a perícia. A Sejus abrirá procedimento administrativo para apurar o fato.

PASSAGENS PELA POLÍCIA

Melky Swell da Rocha Silva possuia várias passagens pela polícia, sendo uma delas acusado de LUIS AUGUSTO SILVA LIMA, vulgo “BACURI”, ocorrido na data de 18/04/17, na localidade conhecida por “RAMPA DA BANANEIRA”, KM 71/72, BR-343, Piripiri-PI. 

Na época, ele havia sido encaminhado para a Penitenciária José de Ribamar Leite suspeito de vários homicídios. Em Esperantina-PI ele era considerado o ‘terror da terrinha da Boa Esperança e da Região’.

Em maio de 2017, após ser preso por roubo, ele conseguiu fugir de uma viatura mesmo estando algemado. No período ele já era acusado por um homicídio ocorrido em 2013.

LEIA MAIS - Suspeito de assassinar homem a tiros é preso no norte do Piauí


 

COM INFORMAÇÕES: SEJUSPI/ PIAUI HOJE/ SARAIVA REPORTER/ CAMPO MAIOR EM FOCO

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.