Sábado, 04 de Dezembro de 2021
Geral DENÚNCIA

Vereador de São João da Serra ingressa com ação contra homofobia e pede respeito

O vereador do MDB já ingressou com uma ação por calúnia e difamação contra um dos vereadores.

22/11/2021 às 21h43
Por: Ronaldo Mota Fonte: Cidade Verde
Compartilhe:
Vereador de São João da Serra ingressa com ação contra homofobia e pede respeito

O vereador Raimundo Coimbra (MDB) denunciou que está sendo vítima de homofobia por colegas parlamentares em São João da Serra (a 134 km de Teresina).  O caso foi parar na Justiça. O vereador do MDB já ingressou com uma ação por calúnia e difamação contra um dos vereadores. 

A denúncia foi feita durante a sessão ordinária realizada na Câmara de Vereadores da cidade, na sexta-feira (19/11). O vereador utilizou seu tempo na tribuna para criticar vereadores que se referiam a ele como "vereador viado", numa conotação pejorativa.

"Isso é coisa de gente baixa. Não é coisa para vereador. Eu tenho um nome", ressaltou o vereador Coimbra ao pedir respeito aos vereadores. "A partir de agora, quem não me respeitar, não vou respeitar", afirmou Coimbra. 

São João da Serra possui 9 vereadores e uma população de mais de 6 mil pessoas, segundo estimativa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de 2021. 

E, ao contrário do que acontece no parlamento municipal, Coimbra disse que é muito querido pela sociedade de São João da Serra. 

O vereador ressaltou também que os comentários não atingem sua honra e que ingressou com ação e realizou a denúncia na tribuna da Câmara para pedir respeito aos colegas vereadores. 

"Eu sou vereador da cidade. Fui eleito com o que eu tenho com meu trabalho, não foi com mentiras. Se você não quer trabalhar, não use meu nome, não. Eu vou à Justiça, como fui e vou. Esqueça meu nome, o nome do meu filho, esqueça minha família”, destacou na tribuna o vereador. 

Raimundo Coimbra é professor e servidor público na cidade. Tem três filhos e duas netas e está em seu segundo mandato como vereador. 

Para o parlamentar, os comentários homofóbicos surgem porque os colegas parlamentares não conseguem criticar seu trabalho. O mesmo teria acontecido, ainda segundo Coimbra, na eleição 2020, onde candidatos criticavam eleitores que decidiram votar nele. 

“Como eles não têm o que falar de mim como vereador, querem fazer essa política baixa. Sou o único vereador que trouxe projeto para cidade. E isso incomoda. A maneira que falam fica chato"

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.